CS8DFG - Núcleo de Radioamadores da Armada

Go to content

Main menu

CS8DFG

Diplomas

Estação especial


CS8DFG


Fragata D. Fernando II e Gloria


O Núcleo de Radioamadores da Armada nas comemorações do 6º aniversário activou nos dias 26 e 27 de Julho 2008 a estação especial CS8DFG a bordo da fragata 'D. Fernando II e Glória'.

A fragata 'D. Fernando II e Glória' foi construída em teca no estaleiro da velha colónia portuguesa de Damão (perto do Bombaim, na lndia) como o último grande navio localmente construído para a Marinha Portuguesa. Depois de lançada ao mar em 1843 a fragata foi conduzida para Goa onde foi ajustada como um navio de navegação completamente aparelhado. A sua viagem inaugural, de Goa a Lisboa, realizou-se em 1845 e durante os próximos 33 anos 'D. Fernando II e Glória' faz numerosas viagens de Portugal às colónias na lndia, a Moçambique e a Angola. Ela foi o último navio de guerra na tão famosa 'Carreira da lndia', a rota militar que ligou Portugal às colónias asiáticas durante mais de três séculos. Em 1865 ela substituiu o navio 'Vasco da Gama' como o navio escola de artilharia da marinha.
No papel de treinamento de bandeiras 'D. Fernando II e Glória' fez a sua última viagem em 1878 aos Açores, sendo a última fragata à vela a servir na Marinha Portuguesa. Foi durante esta última viagem que ela resgatou a tripulação do navio americano 'Lawrence Boston' que teve um incêndio a bordo à saída do arquipélago. A antiga fragata continuou a servir na Escola de Artilharia Naval até 1938, tendo sido substancialmente remodelado para este papel em 1889. Nessa altura foi transferida para a Instituição 'Fragata D. Fernando II e Glória' para servir no Tejo para educação geral e náutica dos filhos das famílias mais pobres. Ela foi parcialmente destruída pelo fogo em 1963 e acabou encalhada no fundo lodoso do rio.
O espectacular renascimento de 'D. Fernando II e Glória' começou com a assinatura em Outubro de 1990 de um protocolo entre a Marinha Portuguesas e a Comissão Nacional da Comemoração das Descobertas Portuguesas. O navio foi colocado novamente aos cuidados da Marinha (Arsenal do Alfeite) e a restauração e a reedificação foi concedida ao estaleiro 'Ria-Marine' em Aveiro. Em Janeiro de 1992 os destroços de 'D. Fernando II e Glória' foram removidos da lama onde tinham estado durante quase trinta anos. Com contribuições financeiras do governo, companhias e fundações, o trabalho de reconstrução do casco foi executado durante os seguintes cinco anos. O navio foi devolvido a Lisboa em 1997 para concluir a restauração. 'D. Fernando II e Glória' é novamente um navio da Marinha Portuguesa, serviu de atracção importante da Exposição Mundial de 1998. O navio encontra-se na doca 2 da ex 'Parry and Son' em Cacilhas.

O NRA vai emitir um diploma e uma QSL dedicados ao evento. O diploma será acompanhado de um artigo sobre a fragata 'D. Fernando II e Glória' e tem o custo simbólico de 10 USD ou 7,5€ (despesas de envio incluídas).



  

Back to content | Back to main menu