O Nosso Patrono - Núcleo de Radioamadores da Armada

Go to content

Main menu

O Nosso Patrono

O Núcleo

ALMIRANTE JORGE MAIA RAMOS PEREIRA

PATRONO
DO
NRA - NÚCLEO DE RADIOAMADORES DA ARMADA



 1901-1974



Filho do médico Luís Ramos Pereira, nasceu em Vila Praia de Âncora, concelho de Caminha, a 6 de Abril de 1901.
Frequentou o Colégio Militar e, após dois anos de serviço no Exército, ingressou na Escola Naval, onde concluiu o curso de Marinha como primeiro classificado.
Promovido a Guarda-Marinha em Fevereiro de 1924, efectuou vários embarques como oficial subalterno, dos quais se destaca uma comissão no Extremo Oriente, entre 1930 e 1932, a bordo do cruzador "Adamastor". Nessa comissão começou a revelar um grande interesse pelas radiocomunicações, tendo sido louvado pela sua acção técnica na direcção da instalação eléctrica e dos equipamentos rádio do navio.
Foi colocado na Direcção do Serviço de Electricidade e Comunicações em Outubro de 1932. Ali viria a passar cerca de 21 anos, apenas interrompidos por duas comissões de embarque como Imediato dos contratorpedeiros "Lima" e "Douro", entre 1935 e 1936. Durante esse longo período, desenvolveu um significativo trabalho no desenvolvimento das comunicações rádio, dirigindo a construção e experimentação de novos equipamentos (actividade em que se valeu da sua experiência de radioamador) e organizando cursos para oficiais, sargentos artífices e praças. Entre as várias publicações técnicas que elaborou, destaca-se um compêndio de radioelectricidade editado em 1952, que serviu de base de apoio a vários cursos. Foi também responsável pela reorganização e modernização, em equipamento e instalações, da rede de estações radionavais da Marinha.
Passando, sucessivamente, pelos cargos de Secretário, Subdirector e Director, deixaria a Direcção do Serviço de Electricidade e Comunicações em Fevereiro de 1954, já como Capitão-de-Fragata, para exercer o comando do aviso de 2ª classe "João de Lisboa", enviado em missão de soberania à Índia portuguesa, por ocasião das graves perturbações ali ocorridas naquele ano.
Regressado à Metrópole em 1956, ano em que foi promovido a Capitão-de-Mar-e-Guerra, passou pelo Estado-Maior Naval, antes de ser enviado a frequentar o Naval Command Course no United States Naval College.
Em Junho de 1958 foi nomeado Subdirector do Instituto Superior Naval de Guerra, ascendendo a Director, já no posto de Comodoro, no início de 1960. Empreende, então, profundas alterações na organização e nos curricula daquele Instituto, tendo sido responsável pela sua mudança para as instalações definitivas, na Rua da Junqueira. Promovido a Contra-Almirante em Julho de 1960, viria a pedir a sua demissão na sequência de um discurso do Ministro da Marinha, aquando da abertura solene do ano lectivo 1961-62, que considerou atentatório do seu brio profissional.
Passa à Reserva em Abril de 1966, tendo, ainda, exercido as funções de Director do Museu da Marinha, entre 1968 e 1971. Em Outubro de 1969 chega a ter alguns assomos de actividade política, candidatando-se a deputado por Viana do Castelo na lista da Oposição Democrática.
Nos últimos anos da sua vida desenvolveu uma intensa actividade intelectual, quer na vertente técnico-científica quer, principalmente, na vertente cultural. Foi um dos dez fundadores do Centro de Estudos de História Marítima, mais tarde designado por Centro de Estudos de Marinha, que daria, em 1978, origem à Academia de Marinha.
Entre os vários trabalhos que publicou, maioritariamente de cariz técnico, avulta, no campo da História, um estudo sobre a vida de Gago Coutinho, que publica em 1973. Também se debruçou sobre a figura de Fontoura da Costa, sendo ainda de mencionar o seu interesse pelo património arquitectónico da Marinha.
Faleceu em Lisboa, no Hospital da Marinha, na sequência de um carcinoma estomacal, no dia 16 de Março de 1974.
Em 1982 foi, a título póstumo, agraciado pelo Presidente da República com a Comenda da Ordem da Liberdade. A sua memória foi ainda homenageada com a atribuição do seu nome à estação radionaval da Apúlia (na sua terra natal), hoje desactivada.
                                                                                                                                                Jorge M. Moreira Silva | 2009
Bibliografia

  •  A Propagação das Ondas Electromagnéticas em Torno da Superfície da Terra, sep. Anais do Clube Militar Naval, Lisboa, Imprensa Nacional, 1934      Radioelectricidade Elementar, Lisboa, Livraria Luso-Espanhola, 1952

  •       Radioelectricidade, Lisboa, Livraria Luso-Espanhola, 1955

  •      A Educação e a Ciência na Competição Comunista, Lisboa : Tip. da L. C. G. G., 1959

  •      A Preparação dos Oficiais Superiores da Nossa Armada, sep. Anais do Clube Militar Naval, Lisboa, Tip. da L. C. G. G., Outubro-Dezembro 1959

  •      A Carreira Naval na Era Nuclear, sep. Anais do Clube Militar Naval, Lisboa, L.C.G.G., Janeiro-Março 1960

  •      O Ministério da Marinha e as suas Precárias Instalações, sep. dos Anais do Clube Militar Naval, nºs 10 a 12,Lisboa, Tip. L.C.G.G., 1961

  •     "As Instalações da Marinha", Revista de Marinha, v. 25, nº 457, Lisboa, Abril de 1961, pp. 13-22

  •       As Longas Comissões de Serviço da Marinha de Guerra nas Águas da Índia Portuguesa, palestra proferida no Rotary Clube de Viana do Castelo em 19 de Setembro de 1962, Porto, Ed. do Rotary Clube de Viana do Castelo, 1962

  •     "Subsídios para a História dos Cursos de Radioelectricidade e de Comunicação da nossa Armada", Anais do Clube Militar Naval, Lisboa, Of. Graf. Minerva, 1965, pp. 691-752

  •       Divagando sobre o Passado e o Futuro do Clube Militar Naval, sep. Anais do Clube Militar Naval, ed. especial comemorativa do centenário 1866-1966, Lisboa, Instituto Hidrográfico, 1966

  •       A Instrução: Base do Progresso dos Povos, Braga, Rotary Club, 1967

  •     "Subsídios para a História do Instituto Superior Naval de Guerra", Anais do Clube Militar Naval, v. 97, t. 1-3, 4-6, 10-12, Lisboa, 1967

  •       Gago Coutinho: Geógrafo, Lisboa, Ministério da Educação Nacional, 1973

  •       Fontoura da Costa: Professor Insigne, Matemático Categorizado, Marinheiro Brioso mas Inconformado que muito Dignificou a Marinha e Honrou a Pátria, Lisboa, Centro de Estudos da Marinha, 1973


Estudos

  •       ANTÓNIO, Joaquim Félix, "Sessão Solene Evocativa do Vice-Almirante Jorge Maia Ramos Pereira por Ocasião do 1º Centenário do seu Nascimento", Revista da Armada, nº 342, Lisboa, Maio de 2001, pp. 14-17

Nota do NRA


Foi sócio honorário da REP;
Foi distinguido em 1932 com o Certificado  WAC, conforme atesta o documento da IARU em anexo;
Em Lisboa e a bordo do Cruzador Vasco da gama, teve o indicativo CT1CN e a bordo do Cruzador Adamastor, no extremo Oriente, teve o indicativo CR9CN
Casou em 11 de Maio de 1939, com D. Maria da Graça Lopes de Mendonça não tendo o casal deixado descendência.

Back to content | Back to main menu